Mai 31, 2020

Repúdio às ingerências políticas em uma polícia de Estado!!!

1
0
0
s2smodern

Foi publicada, no último dia 20 de março, no Diário Oficial do Estado, a exoneração de Doutor Domingos Paulo Neto do cargo de delegado de polícia diretor do Departamento de Homicídios e de Proteção à Pessoa.
Embora o referido ato administrativo não tenha indicado a sua motivação, o Sindicato dos Delegados de Polícia do Estado de São Paulo vem a público externar sua enorme contrariedade, uma vez que a competência da referida autoridade policial é incontestável, sendo largamente demonstrada ao longo da sua carreira dedicada à Polícia Civil do Estado de São Paulo.

Basta dizer que Domingos Paulo Neto, em suas passagens por diversos cargos destacados na Instituição, seja como Delegado Geral de Polícia, ou diretor de diversos departamentos, sempre pautou sua conduta pela inovação, coragem e liderança inata.

As constantes alterações de cargos de confiança podem ser prejudiciais à eficiência do desenvolvimento da atividade fim, constitucionalmente ditada. Nesse sentido, desconhecidos os motivos da exoneração do diretor mencionado, não se pode afirmar que o referido ato administrativo se atentou para a eficiência, princípio basilar da administração pública, principalmente quando relacionados, nesse caso concreto, a policial de reputação ilibada.

Por seu turno, se for confirmada a informação da motivação estar relacionada a participação democrática de Domingos Paulo Neto num debate público extremamente relevante para o futuro da Polícia Judiciária Bandeirante, a reforma da previdência, seria extremamente grave, e parece estar traçado o destino da instituição policial no quadro que se desenha.

A Polícia Civil, em função das inúmeras ingerências a que está sujeita, desvia a finalidade de seu poder investigatório ao submetê-lo a interesses diversos de suas atribuições. Ingerências essas que tem como única finalidade a sustentação do status de grupos que eventualmente fazem uso de seu poder político transitório.

O SINDPESP continuará sua luta por uma Polícia Civil livre de interferências políticas e ideológicas, apta a colocar seus recursos técnicos e científicos a serviço da Justiça, de forma republicana e autônoma, reconhecida por uma sociedade capaz de enaltecer a dignidade de seu trabalho e seu respeito aos Direitos Humanos e ao Estado de São Paulo.

Sindicato dos Delegados de Polícia do Estado de São Paulo

Raquel Kobashi Gallinati
Presidente do Sindicato dos Delegados de Polícia do Estado de São Paulo


DELEGADOS.com.br
Revista da Defesa Social & Portal Nacional dos Delegados

 

 

 

1
0
0
s2smodern

Destaques